Image Map

19/12/2009

Christiane Torloni e outros atores são escalados para nova trama global



Christiane Torloni, Claudia Raia, Murilo Benício e Ísis Valverde estão confirmados no elenco de Ti -Ti-Ti, um remake que junta a novela de mesmo nome, de 1985, com Plumas e Paetês, adaptada por Maria Adelaide Amaral. A nova produção para as 19h estreará logo depois da Copa do Mundo, no segundo semestre de 2010.

Maria Adelaide, a autora, terminou de escrever o primeiro capítulo nessa sexta-feira (18) e o diretor Jorge Fernando está formulando os convites para os atores.

Ísis fará Marcela, papel que foi de Elizabeth Savalla em Plumas, e Murilo encarnará Victor Valentim, vivido por Luís Gustavo em Ti-Ti-Ti. Claudia será Jaqueline, interpretada por Sandra Bréa (Ti-Ti-Ti), e Christiane, Rebecca, que Eva Wilma fez em Plumas. Caio Castro, de Malhação ID, também está cotado para a trama.


* Sinopse de Rebecca em Plumas & Paêtes : Ela é dona de uma fábrica de jeans herdada pelo marido. A personagem se apaixona pelo italiano Gino (Paulo Goulart), que trabalha como segurança da sua empresa. Rebeca também é assediada por seu secretário Márcio (John Herbert). Os três protagonizam os momentos mais cômicos da história. A empresária é uma mãe controladora, que faz de tudo para impedir que seu filho, Jorge Luís (Paulo Guarnieri), tenha um romance com a humilde Nadir (Solange Theodoro), a “moça do cafezinho”, e com a modelo ambiciosa Veroca (Lúcia Alves).

FONTE : O DIA

17/12/2009

Christiane Torloni : Delírios de uma loba e sua alcateia


AGORA, DE ÓCULOS
Há vinte anos, a atriz foi um dos personagens da primeira montagem da peça. Desta vez, está vivendo a protagonista


A grande estrela da peça durante uma das cenas


Uma história de acerto de contas de relacionamentos amorosos serve de pano de fundo para o autor, Renato Borghi, discutir o teatro e a vida. No teatro nunca teve essa de "onde se ganha o pão não se come a carne". Tudo é visceral no mundo das artes. Uma separação, uma sociedade familiar desfeita e um terceiro elemento imposto à relação de muitos anos. Isso já foi discutido nos clássicos da Grécia Antiga e continua a ser assunto para as revistas de fofocas que envolvem os semideuses dos novos tempos, vulgarmente conhecidos como celebridades.


José Possi Neto já havia encenado A Loba de Ray-Ban, há 20 anos, no Rio de Janeiro, o mesmo texto tendo Raul Cortez, como protagonista; Christiane Torloni, vivendo a esposa; e Leonardo Franco, no papel de amante do Lobo (em São Paulo era Renato Modesto). O jogo é outro - e o triângulo amoroso agora é formado por duas mulheres e um homem -, mas a discussão permanece a mesma: amor, traição, sexualidade. Segundo o próprio Possi, essa peça "Não é uma remontagem. É como se estivesse encenando um clássico".

Com a vulgarização do espaço cênico, repleto de montagens malcuidadas, visando apenas a obtenção de altos valores de patrocínio e gordas arrecadações de bilheteria e encabeçadas por atores que sobrevivem da imagem televisiva, o bom teatro é cada vez mais raro.


O triângulo amoroso de A Loba merece tratamento primoroso da direção de José Possi Neto que, com sua mão firme e certeira, coloca tudo a serviço do espetáculo: os atores, cada foco de luz, bem como cada um dos elementos cênicos. Cenas de nudez masculina e de ternura "caliente" entre mulheres são levadas ao palco com extremo bom gosto e não chocam a plateia, ávida para ver o circo pegar fogo. E o circo pega fogo, mas não pela vulgaridade.


Possi mostra, em
A Loba, que ainda há espaço para o bom teatro. Ele é um encenador que não economiza e tem deixado isso muito claro desde o início da carreira. Não consigo me esquecer de Tratar com Murdock, que ele encenou há algumas décadas. Possi apresentava, para uma pequena plateia, os aposentos de uma velha senhora repousando em seu leito, enquanto seu mordomo oferecia ao público, através de um tecido transparente, seus sonhos eróticos. O diretor nunca abandonou o teatro em que acredita para render-se ao simples. Com ele não tem essa de "um banquinho e um violão". Nas montagens assinadas por Possi, sempre serão necessários muitos violões e muitos banquinhos. E o mais surpreendente é que, na maioria das vezes, suas soluções mirabolantes parecerem muito simples.


A cenografia de Jean-Pierre Tortil e os figurinos assinados por Fabio Namatame dialogam com a dramaturgia e a direção. Ambos os trabalhos transitam entre o mais comum dos adereços aos mais sofisticados elementos que servem para contar a história dos personagens (e dos personagens vividos por eles). O teatro dentro do teatro. São malhas com tramas gigantescas, ponte levadiça e cortina quilométrica. Mais uma vez, cabe ao encenador usar cada um desses recursos sem que permaneçam inúteis e apenas elementos decorativos.

Assim como cada detalhe da construção cênica merece toda a atenção de seu maestro, os atores não são exceção. Cada gesto da bela protagonista, Christiane Torloni, é desenhado pelo encenador. Nenhum dos atores pode se sentir abandonado em cena tendo de lutar utilizando apenas os próprios talentos. Os tentáculos da direção se ocupam de tudo. Possi tira dos atores o melhor de cada um e o resultado são interpretações fortes e emocionantes, desde a experiente e velha parceira, Christiane Torloni - já acostumada a seus delírios - aos outros protagonistas da trama, Leonardo Franco e Maria Maya.


A Loba de Ray-Ban para no fim de dezembro, mas volta no início de janeiro no mesmo teatro em São Paulo.



EXCERCÍCIO DE OUSADIA
Christiane Torloni, Maria Maya e Leonardo Franco



Cena audaciosa, porém, não chocante

FONTE :
REVISTA BRASILEIROS

Matérias sobre Christiane Torloni e Leonardo Carvalho - Dezembro 2009

NOTA REVISTA ISTO É GENTE : CHRISTIANE TORLONI, HORA DO BANHO - 12 DE DEZEMBRO



REVISTA CONTIGO : LEONARDO CARVALHO EM FESTA DE LANÇAMENTO DE NOVA MINISSÉRIE GLOBAL "DALVA E HERIVELTO"- 17 DE DEZEMBRO






==== > MATÉRIAS ENVIADAS POR ADEILDO

16/12/2009

Christiane Torloni no "Natal do Bem"

Christiane Torloni compareceu, na noite desta terça-feira, 15, ao 7º "Natal do Bem", terceiro maior evento beneficente do Brasil, organizado pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, presidido por João Dória Jr, que aconteceu no Grand Hyatt, em São Paulo.
Famosos como Luciano Huck, Adriane Galisteu e Claudia Leitte, que realizou um show para os convidados, também estiveram presentes.






15/12/2009

Christiane Torloni no livro de comemoração dos 35 anos da Playboy brasileira







ADRIANE GALISTEU
estampa a capa do livro de comemoração dos 35 anos da Playboy brasileira. Clicada na Grécia, a loira protagonizou um dos ensaios mais ousados da história da revista, publicado em agosto de 1995.


A galeria de imagens é aberta por ninguém menos que JOANA PRADO, a lendária Feiticeira, que bateu o recorde de 1,2 milhão de exemplares vendidos. Na sequência e em página dupla, é a vez da polêmica imagem de CHRISTIANE TORLONI, de costas e derrière à mostra, clicada por LUIZ TRIPOLLI em 1984. Entre as 133 estrelas espalhadas por 206 páginas, também estão as tentadoras JULIANA PAES, SABRINA SATO, GRAZI MASSAFERA, BARBARA PAZ, SÔNIA BRAGA, ALESSANDRA NEGRINI, MARISA ORTH, as SCHEILAS do É o Tchan, TIAZINHA, CLAUDIA OHANA, BETTY FARIA, HELÔ PINHEIRO e VERA FISCHER.

O livro chega às bancas hoje e cada exemplar custa R$ 99.

FONTE : ABRIL , TELA PLANA

14/12/2009

Christiane Torloni prestigia evento de luxo

Em noite de puro glamour em estilo navy, a atriz Christiane Torloni prestigiou, nesse domingo, festa especial no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Ao lado do marido, Ignácio Coqueiro, Torloni, que curte férias após sua participação de sucesso na novela Caminho das Índias, da Rede Globo, compareceu ao evento Navy Christmas, promovido por Hildegard Angel, Beth Winston e Guilherme Guimarães.


Francis Bogossian, Hildegard Angel, Andrea Dellal, Christiane Torloni, Ignácio Coqueiro e Lenny Niemeyer


O tema e a decoração da noite foram inspirados na paixão dos três organizadores: o mar. E além de brindar a chegada do Natal e celebrar o ano de 2009, o jantar quis relembrar as conquistas da cidade do Rio de Janeiro, como a vitória da capital como sede das Olimpíadas de 2016. A noite de gala contou ainda com a presença de Lenny Niemeyer, Andrea Dellal, Ivo Pitanguy,Narcisa Tamborindeguy e Myrian Gagliardi, que foram recebidos, desde a escada da piscina do hotel, pela tripulação do navio SS Winston, devidamente vestida com suas fardas de marinheiros vip.


FONTE: CARAS E LU LACERDA

13/12/2009

Christiane Torloni , A Mais Perfeita Contradição - Revista Flash 2004

É POSSÍVEL UMA MULHER SER BELA, SENSUALÍSSIMA E ÓTIMA ATRIZ?
CHRISTIANE TORLONI , PRESTES A VIVER UM DE SEUS MAIORES DESAFIOS NO TEATRO, É UM BOM - E RARO-EXEMPLO DISSO

" NÃO TENHO MEDO DE HOMEM ", DIZ CHRISTIANE TORLONI













====> A MAIS PERFEITA CONTRADIÇÃO, REVISTA FLASH, 2004

Assista a entrevista de Christiane Torloni no Papo Vanguarda - 6/12

Domingo passado, 6/12, só as pessoas que moram na região do Vale do Paraíba tiveram a chance de ver Christane Torloni num bate papo descontraído com Vinicius Valverde.

Assista a entrevista enviada por Fernanda Suyanne, fã de Christiane. A matéria é Ótima !



PARTE 1




PARTE 2




PARTE 3



PARTE 4



PARTE 5 - FINAL