Image Map

05/03/2010

Go' Where - Christiane Torloni : Uma Loba na Cozinha

NA MESA COM A LOBA






==> Matéria enviada por Ellenzinha, Go' Where gastronomia, Ano V nº 35-2010

04/03/2010

Mais fotos de Christiane Torloni na inauguração da Cidade Administrativa em BH

O governador Aecio Neves inaugurou, nesta quinta-feira, a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves. A solenidade foi marcada por homenagens aos presidentes Juscelino Kubitschek e Tancredo Neves, e à mineiros que fizeram parte da história do Estado.


Foto 1 - Aécio Neves e Christiane Torloni


Foto 2

Foto 3

Foto 4


Foto 5 - Christiane Torloni e Milton Nascimento


Fonte : Agência o Globo : Foto 1, 2 e 5 : Maurício de Souza / Hoje em Dia / Agência O Globo; Foto 2 e 3 - Alex de Jesus / O Tempo / Agência O Globo;

Vídeos de Christiane Torloni : Entrevista no Final de Poder Paralelo e Depoimento no Making Of de Chico Xavier

TV Fama- Christiane Torloni prestigia Ignácio Coqueiro no final de novela da Record e fala sobre o convite para ser rainha de bateria da Grande Rio.



Making Of de Chico Xavier - Depoimento de Christiane Torloni e Daniel Filho

Christiane Torloni- Mestre de cerimônia em Minas Gerais


Inaugurada nesta quinta, em Belo Horizonte, a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, sede oficial do governo do estado.

A solenidade de inauguração começou por volta do meio-dia. Políticos e autoridades de Minas e do Brasil, participam do evento, que tem como mestre de cerimônia a atriz Christiane Torloni.

Entre os convidados do governador Aécio Neves, estão o vice-presidente do país, José Alencar, o ex-presidente Itamar Franco, o governador de São Paulo José Serra, o deputado federal Ciro Gomes, entre outros. Também presentes a cantora Fafá de Belém e o cantor Milton Nascimento, que assim como Christiane Torloni, são artistas ícones do período da redemocratização.

A Cidade Administrativa, projetada pelo arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, fica no bairro Serra Verde, na região norte da capital. No local, foram construídos os prédios que vão abrigar secretarias e órgãos públicos, além de um centro de convivência e um auditório. Dois lagos também fazem parte da paisagem.



As homenagens ao centenário de Tancredo Neves foram os pontos altos da cerimônia de inauguração. A participação de Christiane Torloni, Fafá de Belém e Milton Nascimento, segundo o diretor artístico do evento, Carlos Gradin, teve uma simbologia histórica. "Eles são representantes importantes das Diretas Já", explicou.

Christiane Torloni, ao final do evento, falou sobre a relevância da Cidade Administrativa. Ela afirmou ter ficado emocionada por mais uma vez participar de um momento histórico em Minas.

"É uma grande marca de gestão não só para Minas, mas para o Brasil. Essa questão de observar o funcionalismo público de uma maneira tão direta e transparente dá um exemplo que o Brasil precisa", afirmou a atriz.



03/03/2010

Christiane Torloni prestigia o marido Ignácio Coqueiro, em final de novela da Record

Christiane Torloni acompanhou o marido Ignácio Coqueiro, diretor da novela



Poder Paralelo, novela da Record, chegou ao fim na noite de terça-feira (2), e o elenco e equipe técnica da obra se reuniram no Hard Rock Café, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, para conferir o capítulo final e celebrar o trabalho, dirigido por Ignácio Coqueiro.






O diretor chegou ao local acompanhado pela mulher, Christiane Torloni, que se revelou telespectadora assídua da trama da emissora.

“O trabalho do Ignácio está cada vez melhor. Assisti praticamente a novela toda e adorei, apesar de ser uma história difícil, de efeitos, uma nova roupagem. A testosterona jorrando em todas as tramas, com um viés diferente das grandes novelas, que tem valores matriarcais, polarizando relacionamentos. É uma novela de macho, muito bem escrita pelo Lauro César Muniz e muito bem estruturada pela direção”, destacou Torloni .



Christiane e sua mãe Monah Delacy



Marly Bueno, Christiane Torloni, Castrinho e Ignácio Coqueiro

Christiane e Petrônio Gontiji



Christiane Torloni e Miguel Thiré


Ao final da exibição, conferida por Marcelo Serrado, Petrônio Gontiji, Castrinho, Francisca Queiroz, Miguel Thiré, Ricardo Petraglia, Maria Carolina Ribeiro, Roberto Bontempo, Miriam Freeland, Karen Junqueira, entre outros, Christiane cobriu Ignácio de carinhos, parabenizando-o pelo trabalho.

“Sinto agora um bem-estar muito grande, deu tudo certo. Gravamos dois finais para o Tony (Gabriel Braga Nunes), eu e o autor acabamos preferindo o que foi ao ar, ele terminando com a Lígia (Mirian Freeland). Quando ela for exibida no exterior, pode usar o final que não foi exibido por aqui. Foi uma novela muito boa, uma vitória para mim e para a Record. Contudo, se a trama fosse exibida com um horário fixo, às 22h, com certeza teríamos mais audiência e seria bem mais positivo. Ouvi muita reclamação e os atores também chiaram muito”, disse Ignácio a O Fuxico, referindo-se à oscilação de horários de exibição da trama.

Com ausências sentidas de Paloma Duarte, Gabriel Braga Nunes, Nicola Siri e Patrícia França, o elenco festejou, após a exibição do capítulo, e curtiu um show da banda Playmobille. O ator Leandro Léo, que na novela viveu o MC Gigante, subiu ao palco para uma canja.




ISTOÉ : "Christiane Torloni assina uma das cenas mais emocionantes do filme Chico Xavier"



CHICO XAVIER, FILME PARA ARREBATAR MULTIDÕES

O filme “Chico Xavier”, de Daniel Filho — ao qual ISTOÉ assistiu em primeira mão —, carrega uma extraordinária carga de emoção e deverá levar muita gente às lágrimas. Ainda menino, Chico (Matheus Costa) apanha muito da madrinha Rita (Giulia Gam em aparição relâmpago, mas brilhante), que chega a espetá-lo com um garfo na barriga. Jovem, já na pele de Ângelo Antônio, ele perde um de seus 13 irmãos, justamente o seu “braço direito”, vítima de derrame. No enterro, o pai diz, aos gritos, que ele é uma farsa incapaz de salvar alguém. O Chico adulto é interpretado por Nelson Xavier — que mais parece uma materialização do médium. E Christiane Torloni assina uma das cenas mais emocionantes quando sua personagem, Glória, entra no quarto do filho que já morreu e, abraçada a uma cama vazia, chora sua dor.

Muitos espectadores vão se perguntar como a atriz, que perdeu um filho num acidente de carro na vida real, conseguiu encarar o papel. “Ela se concentrou, chorou, reviveu aquilo. Deixou aparecer a dor, deixou passar a realidade. Fico emocionado ao dizer isso porque o filho que ela perdeu era um afi lhado meu. E isso, inclusive, foi o que me deu coragem para fazer o convite”, disse Daniel Filho.

Fonte : Site Chico Xavier - revista Istoé

=====> Enviado Por Juh Farias