Image Map

17/07/2010

Entrevista com Christiane Torloni sobre a peça A Loba de Ray-ban - Jornal do Almoço e Rádio Gaúcha AM/FM







CHRISTIANE TORLONI , A LOBA SEM MATILHA



O lobo é o maior representante selvagem da família canidae; é um sobrevivente da Era Glacial, de cerca de 300 mil anos atrás, e sua imagem é muitas vezes ligada à ideia de perigo e solidão. O espetáculo A loba de Ray-Ban, dirigido José Possi Neto, traz os atores Christiane Torloni, Leonardo Franco e Maria Maya ao Teatro Bourbon Country (Túlio de Rose, 80) na versão feminina de O lobo de Ray-Ban, originalmente encenado em 1987 e que trazia Raul Cortez no lugar do lobo e a própria Christiane e Franco no palco. A apresentação acontece no sábado, às 21h, e domingo, às 19h. Os ingressos estão esgotados.

A peça, que entre as duas montagens já teve mais de 25 mil espectadores, gira em torno de um triângulo amoroso entre os três personagens. Na obra, o teatro também se transforma em personagem importante à trama, já que a história é contada por Julia (interpretada por Christiane Torloni), uma atriz que interrompe a apresentação teatral e assume o clímax de sua crise existencial, envolvendo seu ex-marido, vivido por Leonardo Franco, e a amante, Mariana Maya, frente à toda a plateia. Os três são da mesma companhia teatral e, através de flashbacks, a história vai sendo contada aos espectadores.

O processo de construção da personagem de Torloni foi duro, segundo conta a atriz. “Como um bom lobo, ele só vai se dar bem com outros lobos. Apesar de ser uma criatura solitária, o lobo também anda acompanhado. O que acontece na peça é que existe um processo de exclusão: quem é lobo vai ficar e quem não é vai ter que ir embora”. Sobre a diferença do masculino para o feminino, ela diz: “As mulheres têm uma maneira hemorrágica de vivenciarem as emoções. Por mais que a peça essencialmente seja a mesma, no momento em que temos uma loba uivando ela vai uivar muito diferente do homem”.

Renato Borghi assina as versões masculina e feminina da peça. Dina Sfat, que acompanhava as leituras do espetáculo, em 1987, pediu para que Borghi escrevesse uma opção em que a personagem principal fosse uma loba. Oito meses depois, quando a escrita ficou pronta para ganhar vida nos palcos, Dina estava doente e não pôde encenar a loba. Dada a situação, o diretor mostrou o texto a Raul Cortez, que “o agarrou imediatamente - como um lobo”, conta José Possi Neto.

As mudanças que tiveram que ser realizadas nos dois textos são diversas. Para passar de um lobo, como era na primeira montagem, para uma loba, desta produção, foi necessário mais do que “trocar o ‘o’ pelo ‘a’”, conta Christiane. Na primeira montagem, Raul usava como referência cênica a peça Ricardo III, de Shakespeare; na montagem da loba é utilizada Medeia, de Eurípides. Possi utilizou, em o lobo, Eduardo II, também de Shakespeare, e, na loba, a referência do diretor pairou sobre a obra As criadas, de Jean Genet.

Christiane conta que Cortez também sofreu para a imersão no personagem: “Eu vi o processo de criação do Raul e vi como foi duro para ele. É muito difícil ser abandonado todas as noites. É um processo de construção não só da solidão, mas de se relacionar com sentimentos ligados à autoestima, e como você se liberta, sobrevive e se reafirma”.
E sobre ele, a atriz diz que, apesar de não estar fisicamente presente em cena, ele está o tempo todo ali: “O Guimarães Rosa fala que, quando uma pessoa morre, ela não desaparece: ela fica encantada. Este espetáculo é uma grande homenagem. Quando as pessoas estão entrando no teatro, elas começam a ouvir vozes da Bibi Ferreira, do Paulo Autran, do Raul, da Cacilda Becker. O espetáculo se passa em um teatro depois de um espetáculo. Todos os ‘fantasmas’ do teatro estão ali”.

Ela ainda adverte sobre a intensidade do espetáculo: “Não é diet. É um espetáculo para quem gosta de emoções fortes. Fala do abandono, dos encontros, do amor, mas tudo é dito sem poupar ninguém, porque a intenção não é esta. Não poupa os atores, nem o espectador”, resume.

Fonte : UOL ,


-------

CHRISTIANE TORLONI E ELENCO FALAM SOBRE A NOVA NOVELA TI-TI-TI





16/07/2010

Ti-ti-ti - Casado com Rebeca (Christiane Torloni), Orlando (Paulo Goulart) morre de ataque do coração



O ator Paulo Goulart fará uma participação especial de apenas dois capítulos, na nova novela das sete, Ti-ti-ti. Ele será Orlando, que é casado com Rebeca (Christiane Torloni) e morre no segundo capítulo da trama, após um ataque fulminante do coração.

Depois do falecimento de seu marido, Rebeca descobre que ele a traía sistematicamente e decide mudar de vida e cuidar dos negócios deixados por Orlando.


Os dois tiveram dois filhos juntos, Jorgito (Rafael Cardoso) e Camila (Maria Helena Chira). A nova novela da Rede Globo estreia nesta segunda-feira, dia 19, às 19h15, logo após o telejornal local.






Rebeca recebe notícia da morte do marido


Fonte : Rede Globo

15/07/2010

Vídeo, propaganda e matérias sobre Christiane Torloni - Novela Ti-ti-ti

ENTREVISTA DE CHRISTIANE TORLONI NA COLETIVA DE IMPRENSA DE TI-TI-TI
Atriz fala sobre sua personagem Rebeca e convoca os internautas a conferirem a cobertura da festa da novela




REVISTA ISTO É GENTE - " ESTRELAS NA PASSARELA" - 19 JULHO DE 2010





REVISTA CARAS - " MUNDO FASHION DE FICÇÃO INSPIRA APRESENTAÇÃO DE ELENCO ESTRELAR" - JULHO DE 2010














REVISTA CONTIGO - " ALFINETADAS DE HUMOR " - 15 DE JULHO DE 2010





==>
Matérias enviadas por Adeildo

As primeiras vezes de Christiane Torloni na carreira



Em vídeo exclusivo do programa Domingão do Faustão , Christiane Torloni fala sobre as suas primeiras vezes na carreira : primeira vez que foi reconhecida por um fã, primeiro beijo em cena, primera vez que contracenou com um ídolo, primeira vez que não quis ser famosa e a primeira vez no set de Ti-ti-ti.


E mais ....


CHRISTIANE TORLONI E FAMOSOS FALAM SOBRE PAIXÃO POR SAPATO





CHAMADA DE TITITI- CHRISTIANE TORLONI E RAFAEL CARDOSO - REBECA E JORGITO





Aniversário da Deise e da Daiane



Hoje ( 15/07) é aniversário das queridas gêmeas Deise e Daiane.


Que vocês continuem com essa alegria e brilho contagiantes.
Que a vida de vocês seja sempre repleta de paz, amor, saúde e felicidade.

Desejamos tudo de melhor para vocês !!!

Feliz Aniversário !



Daiane e Chris




Deise e Chris

14/07/2010

A bela Christiane Torloni na revista do Diário Gaúcho


A atriz Christiane Torloni é um dos destaques da próxima edição da revista Diário Gaúcho TV+Novelas.

A matéria foi produzida pela repórter Cristiane Bazilio, em contato telefônico com a atriz global.

Christiane Torloni apresenta o espetáculo A Loba de Ray-Ban, no Teatro do Bourbon Country, nos dias 17 e 18 deste mês.

O texto fala sobre um triângulo amoroso: duas mulheres e um homem.

Paralelo ao teatro, a atriz presenteia os fãs com sua volta à telinha no remake da novela Ti-ti-ti, que estreia no dia 19.

A revista chega aos principais pontos de venda na sexta-feira.


Enviado por Dora Paes

Fonte : CLIC RBS

11/07/2010

Christiane Torloni participa do júri da Dança dos Famosos, no Domingão do Faustão



Christiane Torloni , como sempre, esbanjou charme e elegância ao participar do júri da Dança dos Famosos deste domingo. A atriz elogiou o ritmo escolhido (valsa) e disse que gostaria de ter dançando também o ritmo em 2008, quando foi campeã do quadro.

A atriz deu 10 para todos os candidatos, mas gostou muito do desempenho de Fernanda Souza. Segundo Torloni, Fernanda mostrou uma leveza , parecia que sua alma estava dançando junto .

A atriz aproveitou para divulgar o seu espetáculo . Christiane estreia a peça A loba de Ray-ban dia 23 de julho , no Teatro Carlos Gomes , no Rio . No próximo sábado e domingo a peça estará no Teatro Bourbon Country, em Porto Alegre.

ASSISTA AO VÍDEO !



* Vídeo enviado por Rafaela Nardino

Chamada da personagem de Christiane Torloni na novela Ti-ti-ti




Rebeca é uma mulher muito elegante e sofisticada que sempre viveu à sombra do marido Orlando . Só que o destino preparou uma surpresa para sua vida. Orlando morre e ela se vê diante de um grande desafio : assumir o comando da empresa da família.

Dia 19/07 , não percam Christiane Torloni na novela Ti-ti-ti !




Assista !

Christiane Torloni rouba a cena

Matéria antiga de ensaio fotográfico feito por Christiane Torloni para grife Neon .


Óbvio ululante : Christiane Torloni é uma atriz ma-ra-vi-lho-sa !

Não tão óbvio, não tão ululante : trata-se de uma mulher especialíssima :

Pensante/instigante. Feme du monde, com um inacreditável jogo de cintura -fashion, assim que entrou nos modelitos Oriente Ocidente da Neon se transformou numa gueixa pós-moderna que … UAU ! Não é de tirar o fôlego?

Por Regina Guerreiro e Tripolli












Matéria enviada por Juliana Farias

Relembre Christiane Torloni no filme Besame Mucho - 1987





BESAME MUCHO
conta a história de dois amigos, XICO (JOSÉ WILKER) e TUCA (ANTONIO FAGUNDES), que se casaram com duas amigas, OLGA (GLÓRIA PIRES), e DINA (CHRISTIANE TORLONI) e viveram sonhos, realizados ou não. O filme começa na época atual, com a crise das relações dos dois casais: XICO está se separando de OLGA e TUCA está enlouquecido, ameaçando DINA com uma faca. A partir desses fatos, a história passa a ser narrada do fim para o começo.


Primeiro vem o efeito e depois vão se descobrindo as causas.
XICO veio do interior para São Paulo e é escritor de sucesso. Só que seus livros são escritos por sua mulher OLGA, que também veio do interior, exilou-se em Paris em- 1968 e criou reputação como socióloga.

TUCA é amigo de XICO desde a infância, permaneceu no interior como homem de negócios realizado e se casou com DINA, que escolheu ser esposa e mãe. Mas ela tem a cabeça cheia de ensinamentos religiosos e por isso vive as mais loucas fantasias sexuais na tentativa de auto-conhecimento.




As relações desses casais são mostradas como um retorno no tempo, com passagem por baile de debutantes, colégio de freiras, concurso de Miss Brasil, PT, machismo e feminismo, Marilyn Monroe, AI-5, as lutas políticas de 1968, a revolução de 64, namoros nas noites interioranas de domingo, ejaculação precoce e tudo o que foi importante na vida dos personagens.




Esse retorno mágico e realista no tempo, descreve a amizade entre dois homens—nascidos na mesma cidade do interior—que viveram a alegria dos anos 60, o desencanto dos anos 70 e a queda na real dos anos 80. Um retorno que, no final, chega às causas que fizeram dos personagens o que eles são: o namoro com as duas garotas, ingênuas e simples, ao som da música que dá nome ao filme.


Depoimento Christiane Torloni



( foto enviada por Adeildo, Revista Contigo, 1985)


Era uma vez uma certa atriz chamada Christiane Torloni, que estava fazendo um filme chamado Das Tripas Coração, de uma certa diretora chamada Ana Carolina, no ano da graça de 1980. UF.

Take vai, take vem, nossa atriz vem a conhecer um certo produtor chamado Francisco Ramalho Jr. Foi um típico caso de ternura e carinho à primeira vista.

Quando o filme terminou de ser rodado (diga-se de passagem, no prazo certo, o que vem a ser um acontecimento bastante raro num certo país chamado Brasil), juras de um próximo encontro profissional foram devidamente juradas...

Tipo: - "Quando eu vier a dirigir meu próximo filme quero você lá." (Jura bastante comum neste mesmo certo país).

"Longos" e longos anos se passaram na vida de nossos artistas — mas eis que num belo dia há um

um chamado

um telefonema

um encontro

um abraço inesquecível e

um convite.

Não. Não "um convite", mas sim O convite. Dina, a nossa "Dinamarca", é sem dúvida um presente para qualquer atriz. Uma personagem querida, vital e inocente — como uma bela criança — e adulta.

E assim como nos filmes que têm um final feliz, nossa atriz, aquela certa Christiane Torloni, e agora o certo diretor Francisco Ramalho Jr. e mais um certíssimo elenco e equipe viveram momentos de um prazer imenão e único - pelo menos para essa que vos "fala".

Sem dúvida, este filme foi um presente e BESAME MUCHO só tem uma tradução—AMOR

Fonte : Mario Prata Online



Matérias sobre Christiane Torloni no filme






* Matérias enviadas por Adeildo :
Torloni revive o mito de Marilyn Monroe na tela , Revista Amiga, 1986
Sexo no cinema em 1986 , Playboy, 1986



Assista algumas cenas do filme ...


Dina se veste de freira
( cena editada)



Dina se veste de Miss Brasil




Namoro de Dina e Tuca no Cinema



Dina se veste de Marlyn Monroe ( cena editada)



==> Assista outras cenas de Christiane Torloni no filme no Youtube da Star

Todo o estilo de Christiane Torloni

Prestes a voltar para a telinha na pele da sofisticada Rebeca, Christiane Torloni fala sobre seu estilo e garante: ‘É mais difícil fazer uma personagem que parece uma árvore de Natal’

Intérprete da sofisticada Rebeca na próxima novela das 7, Ti-ti-ti, de Maria Adelaide Amaral, Christiane Torloni diz ter aprendido com a maturidade o que valoriza seu corpo em uma produção e confessou não seguir tendências para se vestir. "Eu sou vintage!", brincou, ao definir seu estilo. "Não me considero uma vítima da moda. Gosto de peças antigas. Ainda uso calças Blue Jeans (Levi's) e roupas da grife Frankie & Amaury. Para mim, é mais difícil fazer uma personagem que parece uma árvore de Natal", revelou a atriz.

Fonte : Caras