Image Map

13/11/2010

Encontro de Fã: Emanuela Dantas e Christiane Torloni



Confesso que quando a Ellen pediu um depoimento meu, fiquei meio assustada! São muitos anos, muitas histórias para contar. Mas vou tentar resumir.

Tudo começou na novela “A Viagem” em 1994, me apaixonei pela Dinah.
Posso dizer que minha trajetória “Torlonica” passou por várias fases. Na minha infância tinha um carinho maternal. Me espelhava naquela mulher, queria ser como ela!

Depois veio a adolescência, ah, com certeza a fase mais engraçada!! Todo aquele furor da adolescência. Aquela coisa “desesperada”, em plena época de “Mulheres Apaixonadas” em 2003. Aquela época que você quer ser igual a ela, vestir roupa igual e etc... Foi com certeza uma época inesquecível.

Mas aí, eis que chegou a fase adulta! Época de “Dança dos famosos”, de “Amazônia para Sempre”. Ah, foi aí, na luta contra o desmatamento da Amazônia, que ela me “conquistou” de vez! Nessa fase, na qual eu ainda estou, é uma fase mais tranqüila, onde você admira a pessoa, a mulher Christiane Torloni, aquela que é politizada, que é engajada nas lutas sociais, enfim, admira-se a cidadã!

Depois de 16 anos, esperando que uma peça que ela trabalhasse viesse para minha cidade, confirmou-se “A Loba de Ray-ban” em São José dos Campos. Nossa, o dia que publicaram a agenda, fiquei extremamente feliz, finalmente eu teria a grande chance da minha vida. Mas, eis que surge um empecilho, tive que trabalhar nesse final de semana, poderia assistir somente no domingo, mas para mim já estava de bom tamanho. Comprei meu ingresso para o domingo, quando olhei o horário seria totalmente inviável, pois ás 19hrs eu não conseguiria chegar. Meu Deus que desespero, que agonia! Mas, como eu sempre digo que quem tem amigos NUNCA está sozinho, tive duas amigas que me prometeram e cumpriram que eu chegaria a tempo.
Cheguei no Teatro Municipal às 18h58min, meu coração parecia que ia saltar!

Quando ela entrou no palco, nossa, fiquei sem respirar! Confesso que fiquei uns 20 minutos estática, com certeza perdi o começo da peça. Enfim, acabou a peça que por sinal é magnífica, me apaixonei! Fiquei sabendo que ela não iria atender os fãs naquele dia, era uma coisa que eu já imaginava. Mas acredito muito que quando é seu, ninguém tira! Tive que ficar esperando minha carona. Nossa, fiquei quase meia hora esperando, já estava ficando brava, porque só dava eu, a produção da peça e algumas pessoas que ainda estavam por lá. O cenário estava sendo desmontado e nada da minha carona. Eis que surge ela, linda, MA-RA-VI-LHO-SA. Mais uma vez, fiquei sem respirar, nunca pensei que pudesse ver aquela pessoa que eu tanto admirava tão perto. Saí correndo, fui até a Bia e praticamente implorei para ela me ajudar a tirar uma foto, a cada passo que eu dava, meu coração batia mais forte. Tudo não durou 01 minuto, mais para mim ficará guardado eternamente!

Hoje com certeza continuo tendo um carinho maternal, continuo sendo desesperada, assim como na adolescência e com certeza continuo me espelhando nesse ser humano ADMIRÁVEL chamado Christiane Maria dos Santos Torloni!

Muito obrigada à equipe do blog Torloni Star, pela oportunidade de contar um pouco da minha história!

Com carinho,

Emanuela Dantas

2 comentários:

Maria Vitória disse...

Linda historia...
Eu também acredito que qdo é pra ser ninguém tira.
E ainda tem quem não acredite em destino...

Emanuela disse...

Meniinas, muito obrigada mais uma vez pela oportunidade!