Image Map

05/09/2010

Cenas de Christiane Torloni e Rodrigo Lombardi viram holografias em mostra da FAAP


Christiane Torloni, do elenco de "Ti-ti-ti", Débora Falabella, a Beatriz, de "Escrito nas estrelas"; Rodrigo Lombardi e Irene Ravache, de "Passione", estarão em cena a partir do dia 14 , no Museu de Arte Brasileira (MAB-FAAP), em São Paulo. Só que de forma diferente.

Os atores encenaram, no Rio, cenas de sucessos de público que serão apresentadas em holografias na mostra Memórias Reveladas. A iniciativa faz parte das comemorações pelos 50 anos do museu e reúne esquetes de “Madame Chanel”, “De braços abertos” e “A serpente”, entre outros.

Fulvio Stefanini, Marília Pêra e Ana Botafogo também fazem parte da mostra.

SAIBA MAIS

História recontada

Uma coletânea de fotos, documentos, cartas, fichas de professores, de alunos, exposições e peças de teatro deu início ao Centro de Memória da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). Esse trabalho de um ano e meio resultou na publicação de três livros e duas exposiçõesMemórias Reveladas e Tékhne -, que serão abertas em 12 de setembro, com curadoria de Denise Mattar. Além de refletir a atuação cultural da Fundação, o projeto comemora o cinquentenário do Museu de Arte Brasileira (MAB -Faap), criado em 2 de julho de 1960.

A mostra Memórias Reveladas vai trazer holografias especialmente realizadas de Marília Pêra, como Madame Chanel; Christiane Torloni, como Joana D’arc ou Marco Ricca, como Ricardo III, além de Gloria Menezes, em Ensina-me a Viver e outros tantos artistas famosos. Obras do acervo de autoria de Portinari, Di Cavalcanti e Tarsila serão expostas, assim como uma cascata de nomes virtuais, apresentando professores, diretores e alunos, será colocada logo à entrada. Tékhne mostra a produção artística por meio da tecnologia, com artistas como Le Parc, Waldemar Cordeiro, Regina Silveira, Ana Maria Tavares e Amélia Toledo, entre outros. As duas exposições criam espaços lúdicos, criativos e interativos.

Já os três livros testemunham uma parte da História da arte de São Paulo e do Brasil. Arte Brasileira – 50 exposições do MAB-Faap destaca as principais mostras realizadas. Com autoria de Angélica Moraes, Fernanda Lopes e Denise Mattar, o livro também lista cerca de 500 exposições apresentadas ao longo do período. O livro Teatro Faap – A História em Cena traz um retrospecto dos espetáculos levados no palco do teatro Faap, desde sua criação em 1976, com textos de Valmir Santos. Memórias Reveladas enfoca a atuação cultural da Faap faz uma extensa cronologia da Fundação. Tudo isso virá por aí, em breve...


Nenhum comentário: