Image Map

21/08/2011

"Ela é loura, perua, vistosa. É vilã, mas, diante do que lemos no jornal, até que estou achando a Tereza boazinha" , brinca Christiane

 Próxima trama das nove vai levantar a questão sobre o que vale mais: ter caráter ou manter a aparência



RIO - Elas têm personalidade forte, maturidade e disposição para lutar pelo que querem. Apesar das aparentes semelhanças, são o oposto uma da outra em "Fina estampa", próxima trama das 21h da Globo, que estreia amanhã. De um lado, está Griselda da Silva Pereira (Lilia Cabral), a protagonista. Metida num macacão cinza estilo mecânico, ela anda pela cidade com sua inseparável maleta de ferramentas. Não liga para a vaidade e é conhecida por todos da Barra da Tijuca, onde mora, pelo apelido de "marido de aluguel". Sozinha após o desaparecimento misterioso do marido, Pereirinha (José Mayer), tenta criar os três filhos, Quinzé (Malvino Salvador), Maria Amália (Sophie Charlotte) e José Antenor (Caio Castro) com dignidade, embora sofra pela ausência de glamour. 

- Depois da morte do marido, a única coisa que ela sabia fazer era consertar máquina de lavar, aspirador de pó e trocar pneu. Foi se aprimorando e se tornando conhecida na região - descreve Lilia. 

Sua antagonista é Tereza Cristina Siqueira de Velmont, vivida por Christiane Torloni. Herdeira de uma grande fortuna, é extravagante e inventa formas diferentes de gastar seu dinheiro. Apaixonada pelo marido, Renê (Dalton Vigh), e mãe de Patrícia (Adriana Birolli) e Renê Junior (David Lucas), ela faz de tudo para manter o nome da família e nunca desce do salto. 

- Ela é loura, perua, vistosa. É vilã, mas, diante do que lemos no jornal, até que estou achando a Tereza boazinha - brinca Christiane. 

Griselda e Tereza são as principais representantes da grande questão levantada pela trama de Aguinaldo Silva. Afinal, o que vale mais: o caráter ou a aparência?
- Por meio de todos os núcleos, vamos refletir em cima de perguntas como "O que você é?", "O que aparenta ser?" e "O que gostaria de ser?" - explica o diretor Wolf Maya, que também participa do elenco na pele de Álvaro, um dono de quiosque natureba. 

Segundo ele, a novela será contada a partir da ótica de casais - tanto jovens como de meia-idade -, com suas várias formas de relacionamentos. Por isso, Wolf acredita, os personagens terão forte identificação com os telespectadores. 

- A própria protagonista é uma mulher do povo, comum, uma pessoa simples que está fora do padrão de glamourização - exemplifica. 

Como é de praxe, as velhas coincidências folhetinescas vão aproximar Griselda e Tereza em diversos momentos. Um elo entre elas será Renê. O marido da ricaça conhece a faz-tudo por acaso, quando o pneu de seu carro fura. E, aos poucos, vai se tornar o vértice do triângulo amoroso. 

- Ele ficará dividido simplesmente porque sentirá algo diferente por Griselda - adianta Aguinaldo.
A trama passa por uma reviravolta quando Griselda ganha a bolada de R$ 30 milhões na loteria. A partir daí, revela o autor, ela vai querer resgatar algumas coisas que deixou para trás: 

- E, só então, vai se ver nessa dualidade entre caráter e aparência. 

Mas o autor também frisa que todos os núcleos da novela vão abordar de alguma forma o tema central da história. E que os personagens de "Fina estampa" vão ter a oportunidade de mostrar quais são suas prioridades na vida. 

Apesar de tipos que possam gerar uma certa polêmica, como Celeste (Dira Paes), a diarista que sofre em silêncio com as agressões do marido, Aguinaldo garante que seu objetivo não é criar um burburinho. Muito menos fazer merchandising social. 

- Mas acharei ótimo se os personagens ajudarem a elucidar temas importantes e que atingem a tanta gente - afirma. 


Fonte : Revista TV - O Globo

 
------- 

"NÍNGUÉM É  O QUE PARECE SER . VOCÊ É ?"
VEM AÍ A NOVA NOVELA DAS 9.
ESTREIA SEGUNDA.

Nenhum comentário: