Image Map

30/11/2008

Christiane Torloni manifesta a satisfação da classe artística com aprovação de projeto de lei que limita meia-entrada

CHRISTIANE TORLONI EM BRASÍLIA APÓIA PROJETO QUE LIMITA MEIA-ENTRADA


Na foto, senador Flávio Arns com os atores Christiane Torloni, Beatriz Segall, Rosamaria Murtinho, Gabriela Duarte e Wagner Moura mais Alessandro Queiroga, diretor da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos, e Eduardo Barata, presidente da Associação de Produtores Teatrais(ambos atrás)
(Luiz Silva/Cia de Fotometria)



Christiane Torloni esteve essa semana (25), em Brasília, com outros membros da classe artística ( Beatriz Segall, Wagner Moura, Gabriela Duarte , Rosamaria Murtinho) apoiar a aprovação do projeto de lei que limita a venda de meia-entrada a 40% da lotação em eventos artísticos, culturais e esportivos para estudantes e idosos.

Christiane Torloni , manifestou ao presidente do Senado Federal, senador Garibaldi Alves Filho, a satisfação da classe artística com a aprovação, pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), a esse Projeto de Lei do Senado (PLS) 188/07.
Em entrevista na porta do gabinete da Presidência do Senado, a atriz explicou que, como os produtores culturais não podem arcar com a maioria da platéia pagando meia-entrada, o valor desta subiu:
- Hoje tem meia-entrada que às vezes custa 25 reais. Ora, um aposentado não consegue pagar 25 reais. Então você começa a ter uma deformação de preços pela questão da meia-entrada.
Para Christiane Torloni, no entanto, mais importante foi a aprovação de um artigo que permite ao Poder Executivo estabelecer subsídios para compensação dos valores de meia-entrada.
- A meia-entrada é uma política pública, e nós acatamos a política pública. A partir do momento em que o Estado subsidia uma política que é dele, não precisa ter quotas. A bilheteria inteira pode ser a 50% se o Estado compuser a bilheteria. O que não pode é o produtor cultural arcar com 50% de uma política pública - afirmou a atriz, enfatizando que o projeto foi aprovado com acordo, sem confronto.

Fonte : Agencia Senado / Gazeta do povo

2 comentários:

Báazeth disse...

aai ela está lindas nas fotiinhos. e COMO sempre chriiis numa causas booas.!
isso sim é uma pessoa MARAVILHOSA.
ameei a reportageem ELLEN.

bessos star's

Ellenzinha disse...

O assunto é polêmico, tem seus prós e contras.

Por um lado é bom , pq vai organizar a pilantragem .. tem muita carteira falsificada. Vai centralizar num órgão a emissão de carteirinhas . Como disse a Christiane, o preço deve diminuir bastante, pq terá uma cota . O preço dos ingressos de meia-entrada acabam sendo altíssimos , para que haja lucro .

Por outro lado , pelo que entendi quem paga meia .. terá que comprar seus ingressos rapidamente, pq quando acabar a cota dos 40% , não adinta mostrar carteira, vc vai ter que pagar inteira . hauahuahau

Mas, como disse a Senadora Marisa Serrano, pode ser que com menos gente pagando metade, a entrada inteira fique mais barata .


Agoraaa ...
A christiane é muito gerreira cara ! Ela luta com unhas e dentes por aquilo que ela quer . Isso é inspirador !Chris lindaaa como sempre. =)