Image Map

27/07/2012

Christiane Torloni participa do espetáculo 'Teu Corpo é Meu Texto', no Rio de Janeiro

Espetáculo faz curta temporada popular no Teatro Municipal Carlos Gomes



O espetáculo “TEU CORPO É MEU TEXTO”, de José Possi Neto, apresenta curtíssima temporada nos dias 30 e 31 de julho, no Teatro Municipal Carlos Gomes. Para as apresentações, a Studio 3 Cia. De Dança recebe Christiane Torloni como atriz convidada. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 meia entrada. Na terça-feira dia 31 haverá duas sessões:   às 19h e 21h . A primeira sessão é a preço popular ( R$1) e faz parte do projeto '7 em Ponto'.

‘TEU CORPO É MEU TEXTO’ foi inspirado na criação da humanidade através da Arte. Em cena, Christiane Torloni personifica uma Deusa que invoca, através da dança, os homens a acordarem para o sonho no decorrer de uma noite em um jardim ancestral, onde a poesia transita livremente pelos corpos dos bailarinos. Em determinados momentos do espetáculo, a atriz diz textos do dramaturgo Eduardo Ruiz.

A direção coreográfica de Anselmo Zolla traz, num primeiro momento, seres amorfos, ainda nem homens nem mulheres, que vão se construindo aos olhos do público. No decorrer de suas humanizações percorrem os terrenos delicados das paixões, dos medos e do amor. Para isso o coreógrafo revisita o universo visceral dos boleros e, como no mundo dos sonhos tudo é possível, nos leva a uma engenhosa Caixa Humana, numa delicada alusão à dança clássica. A montagem reverencia os grandes nomes da dança.

A cenografia, inspirada nas obras de Hieronymus Bosch, apresenta um cenário predominantemente noturno. Releituras musicais de Felipe Venâncio moldam a trilha sonora e transitam entre o clássico e contemporâneo, com obras de Bach, Ravel, Pergolesi, Tchaikovsky, Stravinsky e os boleros de Pink Martini. ‘TEU CORPO É MEU TEXTO’ homenageia a Arte como forma de perpetuação do sonho humano e por isso, nesta montagem, o diretor José Possi Neto utiliza não só da poesia física, mas também da poesia falada.

‘Teu Corpo é Meu Texto’
Com a Studio3 Cia. de Dança e Cia. Sociedade Masculina de Dança.
“Dancemos sobre as ruínas das certezas, para sairmos disso com a graça de um fauno, dando uvas na boca das virtudes.” (Nijinsky)

Studio3 Cia. de Dança
A criação da Studio3 Cia. de Dança representa a consolidação de um trabalho artístico cuidadosamente preparado pelo seu coreógrafo e diretor artístico Anselmo Zolla, sob a Direção Teatral de José Possi Neto e Direção Geral de Evelyn Baruque e Liliane Benevento. A bailarina Vera Lafer assina a direção artística da companhia ao lado de Anselmo Zolla. Desde a sua criação em 2005, a companhia hoje conta com 11 intérpretes em seu elenco, provenientes de diversas formações e origens profissionais.


Cia. Sociedade Masculina
Fundada pela bailarina Vera Lafer, a Cia. Sociedade Masculina, cuja direção artística é assinada por Anselmo Zolla e Vera Lafer, já é dona de uma trajetória importante no cenário da dança nacional e internacional. Formada por oito bailarinos cujas origens remontam as várias regiões do País, a companhia teve sua estreia internacional em setembro de 2005, no Espaço Pierre Cardin, na capital francesa. Em seu repertório, coreografias de importantes profissionais brasileiros como Deborah Colker, Henrique Rodovalho, Ivonice Satie e Anselmo Zolla. Em setembro de 2006, a Cia. Sociedade Masculina voltou ao solo francês para duas apresentações durante o Festival Le Temps D’Aimer, na cidade de Biarritz. A Cia. é sediada no Studio3 – Espaço de Dança, cuja direção geral é de Evelyn Baruque e Liliane Benevento. Atualmente é formada pelos bailarinos Edgar Dias (SP), Eduardo Pacheco (RJ), Gustavo Lopes (CE), Jorge Fernandes (MS), Jurandir Rodrigues (MG), Luciano Martins (SP), Sérgio Galdino (PE) e Israel Alves (SP), que juntos refletem a cultura brasileira, com uma mistura de origens, formações artísticas e trajetórias profissionais.


Anselmo Zolla
Coreógrafo
Com mais de 20 anos de carreira, Anselmo Zolla é natural de Bebedouro, interior de São Paulo. É coreógrafo com formação em balé clássico, dança moderna e jazz. Atuou como bailarino na Dançarte Cia. de Dança (Ribeirão Preto), e nos teatros alemães de Kaiserslautern e Wiesbaden. No exterior, onde permaneceu por oito anos, Zolla criou obras para as companhias Azet Dance Company, Teatro de Heidelberg, Teatro de Mannheim e Teatro de Kaiserslautern. No Brasil, foi diretor artístico assistente da Quasar Cia. de Dança e do Balé da Cidade de São Paulo. Na Cia. de Dança Deborah Colker, foi assistente de direção e coreografia. Atualmente é diretor artístico, ao lado de Vera Lafer, dos grupos Studio3 Cia. de Dança e da Cia. Sociedade Masculina.


José Possi Neto
Direção Teatral
José Possi Neto é diretor e encenador de espetáculos. Ligado também ao teatro musical, com várias realizações bem-sucedidas nesse gênero. Concluiu sua formação em crítica e dramaturgia na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, em 1970. A seguir, tornou-se diretor da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia - UFBA, dirigindo, entre 1971 e 1972, montagens experimentais e criações coletivas, tais como ‘Momento Processo’ e ‘Monte Santo’. Desde 2010 assina a Direção Teatral da Studio3 Cia de Dança.


Ficha Técnica
‘Teu Corpo é Meu Texto’
Direção: José Possi Neto
Criação coreográfica: Anselmo Zolla
Textos: Eduardo Ruiz
Roteiro: José Possi Neto
Direção Musical: Felipe Venâncio
Cenário: Renata Pati e Brito Antunes
Desenho de Luz: José Possi Neto / Anselmo Zolla / Joyce Drummond
Figurinos: Fábio Namatame
Relações Públicas/ Convidados: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho
Assessoria de Imprensa: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho



Teu Corpo é Meu Texto

Local: Teatro Carlos Gomes
Endereço: Praça Tiradentes, s/nº, Centro, Rio de Janeiro, RJ
Datas: 30 e 31 de Julho
Horário: Dia 30 (21h) e 31 (19h e 21h)
(Sessão das 19h de 31 de Julho a preço popular)
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)
Telefone: (21) 2232-8701
Horário da bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 22h (vendas antecipadas)
Vendas externas – ingresso.com (com taxa de serviço) CLIQUE AQUI
Televendas: (21) 4003-2330
Indicação etária: 10 anos
Duração: 1h40m (sem intervalo)

2 comentários:

Amanda Lisbôa disse...

O que dizer desse Espetáculo tão lindo? A cada dia que o assisti me emocionei mais com toda a magia transmitida a cada segundo que se passava! A expressão corporal magnífica da Chris, sua voz marcante e para sempre em minha memória, as músicas! Um tipo de espetáculo que pode ser assistido mil vezes que terá a mesma carga emotiva! Não vejo a hora de poder viver esse momento mágico novamente!!!

Gabi Morandini disse...

O texto recitado por Christiane nessa peça faz parte do livro Violenta, de Eduardo Ruiz, publicado pela Quatro Cantos. O livro já está a venda no site da Livraria Martins Fontes, e em breve também na Livraria Cultura.

Pelo email atendimento@editoraquatrocantos.com.br também é possível pedir um exemplar.