Image Map

29/11/2009

A Loba de Ray-Ban - Talentosa Alcatéia


A história de Possi Neto com o teatro já daria mais de uma peça. A união dele com Leonardo Franco – idealizador do projeto – e a estonteante Christiane Torloni, resultou numa excelente revisitação do texto O Lobo de Ray-ban por um outro ícone teatral: Renato Borghi. Esta alcateia de lobos vorazes pelo palco ainda tem o esteio de Fabio Namatame nos figurinos deslumbrantes e fiéis, e outros aliados que fizeram da montagem um espetáculo, como o veterano Renato Dobal e a jovem Maria Maya que se faz acontecer. Um espetáculo que acrescenta ao original de 87 onde Cortez era o lobo-mor – agora vivido por La Torloni.

É teatro puro. Nada do chavão “meta-teatro”. São seres de carne-osso estimulados pelo fazer teatral a tal ponto de se encontrarem além das personagens, em meio a coxias, cortinas, refletores, tronos solitários, passarelas que ali, levam todos a si mesmos. Restos de cenário. Restos de gente. É uma espécie de terapia de grupo bem-sucedida com ouvintes (o público). Mais que isso: participantes, porque a peça pega, explicita o velado com prazer e tirania; com honestidade e doses de libertinagem; com vigor e inteligência. Que chato a ausência disso na vida.


Altamente teatralizada por Possi, o texto flui e tem-se a impressão de que está sendo falado por muitas bocas, porque vem de encontro a deslocamentos sexuais - como os tão falados (e desejados) triângulo amoroso e bissexualidade. Pelo menos ali, no palco, a imaginação se deixa executar. Principalmente para quem os vê e os deseja. Longe de dominações masculinas, de indiferenças, de idades opostas. O que vale é a contemporaneidade do sentimento, que busca a essência. Essa é a vibe. E isso não vai envelhecer. E é pelo teatro que a ruptura da mesmice vem. É por ele, que o público desvenda-se também “anormal” diante do poder que o artista tem, de se exercitar. De se testar. De se deixar levar pela gana, pelo tesão, ou pelo “encontrar-se” nas mais diversas formas de conflitos existenciais. Viver é passar por esses suplícios.



A Loba de Ray-ban merece ser vista. Merece ser analisada em suas reticências, em suas entrelinhas. É o bom gosto exposto com o rosto oposto a tudo que se priva. A tudo que se busca pelo contrário. Deixe seu ray-ban em casa e se encontre com essa gente talentosa, exuberante e que está lá trabalhando por melhorias: as internas, que são as mais buscadas. E as melhores.

* Crítica da peça " A Loba de Ray-Ban" feita por Darson Ribeiro, ator, autor e diretor teatral, também diretor do Teatro Bradesco, crítico de teatro do jornal DCI e do portal Onne.

FONTE: Portal Onne

-----------

Em tempo...

Mais uma foto de Lenise Pinheiro, dos bastidores de "A Loba de Ray-Ban"

Fonte: Blog Cacilda, de Lenise Pinheiro e Nelson de Sá

Um comentário:

Anônimo disse...

I've just recently purchased Mt4 Protect and wanted to tell you guys about my experience with it.
I was worried about all the MT4 Malware out there at the moment as I heard you can get them from downloading EA's from the web.
While I don't download decompiled forex robots the last thing I want is some hacker getting my account details and draining my forex account as I have built it up into quite a bit of $$$. That's why I purchased MT4 protect so it can stop my computer from getting attacked. I think the price is well worth the protection I will receive
I got a copy at [url=http://www.mt4protect.com/] http://www.mt4protect.com/ [/url] via paypal and my product code was sent to me within 4 hours.
I installed it and its wicked! It works in the system tray and scans my computer in real time to detect any attacks.
The EA optimization tool is so great - you can allocate more memory to your MT4 terminal so your trades get executed faster! There are also heaps of registry tweaks and cleanup features that have turbocharged up my Windows 2000 PC.
With malware and virus attacks hitting Forex traders all the time now I definitely think that MT4 Protect is a worthwhile investment.