Image Map

02/08/2010

Christiane Torloni - Adeus à vida fútil




Rica, elegante, mãe de dois adolescentes cheios de problemas e, durante muito tempo, bancada pelo marido. Ao observar Rebeca (Christiane Torloni) em Ti-Ti-Ti, é possível compará-la com Melissa, que a atriz interpretou em Caminho das Índias (2009). No entanto, as semelhanças entre as duas param aí.

Melissa era rica, dependente do marido, preocupada apenas com o status social e a beleza. Já Rebeca, depois da morte do homem com quem foi casada e de descobrir que ele a traía, resolve dar adeus à vida fútil e arregaçar as mangas na indústria da família. A vida dela, porém, não será fácil. Além de desconhecer a burocracia dos negócios, Rebeca vai demorar a perceber os reais planos de Breno (Tato Gabus Mendes).

– Ele não medirá esforços para ser o presidente da fábrica. É maquiavélico mesmo e fará de tudo para alcançar seus objetivos – resume Gabus Mendes.

Por outro lado, ela contará com a preciosa ajuda de Gino (Marco Ricca).

– Os dois vão se aproximar e engatarão um romance – antecipa Christiane.

A personagem Rebeca vem da novela Plumas e Paetês (1980), escrita por Cassiano Gabus Mendes, mesmo autor da primeira versão de Ti-Ti-Ti (1985). Ao lado da história de Marcela (Ísis Valverde), a trama da rica viúva foi aproveitada por Maria Adelaide Amaral para o remake da novela.

Curiosamente, Christiane volta a interpretar um papel que, na versão original, foi de Eva Wilma – o mesmo havia ocorrido em A Viagem (exibida primeiramente em 1975 e, depois, regravada em 1994), na qual ambas interpretaram a protagonista, Dina.

– O engraçado é que eu nunca trabalhei com ela. É como se fosse uma passagem de bastão – brinca Christiane.

Fonte : Zero Hora

Nenhum comentário: