Image Map

08/06/2010

Christiane Torloni e Ignácio Coqueiro aproveitam o feriado em MG

Tadeu Aguiar, Christiane Torloni, Bethy, Nélida, Roberto Habouti, Eduardo Bakr, Ignacio Coqueiro,Eliezer, Malu Fernandes, Otavio Macedo, Paulinho Arguelles, Beth e Carlos Serpa, Gilles Le Boulaire, Edson Quedas, Italo Medeiros, Margot Lucas e Eros | Foto: Bruno Astuto

O concurso de chapéus promovido por Bethy Lagardère ,sábado(05), numa fazenda deslumbrante de Tiradentes, Minas Gerais, teve dois ganhadores: Paulinho Arguelles da Costa Filho e Malu Fernandes. Cada um dos 28 convidados colocava o nome de seu chapéu favorito em uma urna. A contagem foi feita por ninguém menos do que a grande Nélida Piñon, que reviveu os tempos à frente da presidência da ABL e queimou todos os votos. Positivamente, Nélida não existe.


Christiane Torloni e Ignacio Coqueiro bordaram bandeirinhas juninas nos seus; Beth Serpa foi de domino e voilette; Sandra Habib, de ‘Crocodilo Dundee’; e o Padre Fábio de Mello usou um pretinho básico, que apelidou de ‘Sobriedade’.

Um feriado de sonhos, que começou no ônibus de dois andares que Bethy fretou no Rio. Todos hospedados no Solar da Ponte, o hotel mais incrível da região, de John e Ana Maria Parsons. Quando os convidados se recolhiam , um grupo de seresteiros aparecia nas janelas – e lá ia todo mundo, de camisola e cobertor, ouvir as modinhas, que delícia.


Na sexta, teve passeio de Maria Fumaça rumo a São João Del Rey, e visitas à Igreja da Penha, à Matriz de Santo Antonio e ao Memorial de Tancredo Neves, verdadeira joia que todo brasileiro tem obrigação de conhecer.


E Torloni foi às lágrimas quando assistiu ao vídeo do show das Diretas Já. Ela estava lá, ao lado de Tancredo, gritando: “O povo unido jamais será vencido”. Enquanto o povo aplaudia na tela, os amigos repetiam o gesto no salão...


À noite, um sarau que foi o luxo dos luxos: Padre Fábio cantando só para os amigos, Tadeu Aguiar recitando Saint Exupéry e Nélida Piñon lendo trechos de sua autobiografia à beira da lareira. Dona de uma casa na famosa Rua Direita, Angela Gutierrez não estava lá, mas mandou preparar um caldinho de carne e mandioquinha de comer rezando e esquecer a vida.

Nenhum comentário: