Image Map

17/02/2012

Resumo de Fina Estampa - Tereza Cristina 17/02/2012

Crô tem visão de assassinato cometido por Tereza Cristina e se assusta

Mordomo fica horrorizado ao pensar que a patroa poderia matar o delegado




Crodoaldo Valério (Marcelo Serrado) está tenso porque o delegado Paredes chegou à mansão para conversar com Tereza Cristina (Christiane Torloni) sobre o assassinato de Marcela (Suzana Pires). Ao atender a porta, visivelmente perturbado, Crô aponta para o alto das escadas, encaminhando Dr. Paredes para a copa. “Fica lá em cima?”, pergunta a autoridade.


O delegado estranha a localidade da copa e o mordomo se antecipa “Mil perdões. É que eu estava pensando em outra coisa...”, desculpa-se. Ao olhar para as escadas, Crodoaldo imagina Tereza Cristina empurrando o delegado do alto das escadas e fica horrorizado ao cogitar que sua Rainha do Nilo possa cometer esse crime.
Dr. Paredes está ali parado. Sem entender o que está acontecendo, começa a chamar pelo mordomo e o tira do transe. Crô se justifica: “É que hoje estou naqueles dias delicados do mês... Entende?! Aqueles dias...”, desculpa-se, já encaminhando o delegado para a cozinha.

Tereza Cristina arma um circo para enganar delegado, mas não convence

Mesmo com o álibi da perua, o policial está certo de que ela é uma assassina




Álvaro (Wolf Maya) coloca em prática o álibi para acobertar Tereza Cristina (Christiane Torloni) na investigação sobre a morte de Marcela (Suzana Pires). Ele, a perua, tia Íris (Eva Wilma), Alice (Thaís de Campos), Marilda (Katia Moraes) e Crô (Marcelo Serrado) se reúnem na mansão à espera do delegado Paredes. O plano: passar ao policial a imagem da família feliz, que estaria reunida no dia da morte da jornalista.
Para isto, até uma foto posada de todos juntos eles armam para forjar harmonia. Quando o delegado chega e pede uma conversa em particular com Tereza, começa o circo. “Até poderia... Se tivesse algo a esconder da minha querida família”, diz a dondoca. “Os Buarque de Siqueira não têm segredos”, emenda Íris. “É uma tradição que atravessou várias gerações...”, completa Álvaro.
Mas o delegado percebe a farsa e se recusa a conversar com a dondoca: “Enquanto a senhora não der por encerrado esse número de comédia besteirol sobre a família feliz...”. Todos continuam a encenação, e o policial insiste para falar em particular com a perua. Tereza, enfim, fica sozinha na sala.
Paredes mostra a foto da loira misteriosa a ela. A perua diz que não conhece a tal mulher, mas o delegado está certo de que se trata de Tereza Cristina. Ela, então, dá seu álibi: “A minha família!”. Todos voltam à sala, e confirmam que estavam dando uma festança no dia do assassinato de Marcela. Mas o delegado não engole a história: “Ainda nos veremos”.


  • Álvaro,Íris e Alice chegam à casa de Tereza Cristina.




Fonte: Site Fina Estampa;Caetenews.










Nenhum comentário: