Image Map

11/02/2012

Christiane Torloni é capa da Revista Nova - 1984


“ Fico danada da vida quando percebo alguém dizer : 'Esta é a Christiane Torloni, que posou nua para Playboy e agora está fazendo política'”, diz a “musa das diretas”, que, com a cancha de quem já subiu em dezenas de palanques nos últimos dois anos, controlou uma multidão de cerca de um milhão de pessoas que começavam a engrossar o refrão de “greve geral”, às vésperas da votação da “emenda Dante de Oliveira”, no comício pelas diretas no Rio de Janeiro, dia 6 de abril passado. Ela continua : “ Há pessoas que têm tendência a não aceitar a nossa complexidade – o fato que somos um conjunto de coisas diferentes que convivem entre si, e não algo simples e linear. Somos no Brasil, a encarnação de Deus e o Diabo na Terra do Sol, não tem cabimento fazer-se política on the rocks, não vivemos rodeados pelo fog londrino. As pessoas que fazem política no Brasil são brasileiros. Eu sou uma mulher brasileira fazendo política num país tropical, onde se anda de biquíni. Nos primeiros comícios que participei ao lado do meu marido, Eduardo Mascarenhas, candidato a deputado pelo PMBD, ficava quieta , até um dia em que tomei coragem, porque não podia ficar lá como enfeite, colorindo o palanque. O coração batia a mil e comecei a falar, como cidadã, como uma pessoa ativa, que pensa e, portanto, tem o que dizer. Fui, com o tempo, ganhando legitimidade,um estar à vontade político e a esperança de juntar numa coisa só complexa o Brasil, Brasília, os políticos e os brasileiros”. Christiane é a capa verde e amarela desta edição de Nova.

Fonte: Revista Nova – Edição 129 – Junho de 1984

2 comentários:

Amanda Lisboa disse...

Essa é a Torloni que eu conheço, forte cheia de personalidade e determinação e ao mesmo tempo uma mulher tão frágil e encantadora!!!

Mara disse...

Sempre boneca desde novinha... Essa é Diva de verdade.