Image Map

27/01/2012

Christiane Torloni - Nenê Bonet (1980)

JANETE CLAIR INDICA CHRISTIANE TORLONI PARA REPRESENTAR A PERSONAGEM-TÍTULO DO FOLHETIM : NENÊ BONET

" Um trabalho curto, porém elaborado com cuidado, tendo em vista a duração  longa da personagem e a sua incrível cuca, conforme Janete a concebeu." 
Christiane Torloni



Quando publicado pela primeira vez, em 1980, depois de aparecer, em capítulos, nas páginas da revista Manchete, Nenê Bonet retomou no Brasil uma tradição secular da literatura universal: o romance-folhetim. Janete Clair fez renascer entre nós o gênero que deu celebridade a Honoré de Balzac, Alexandre Dumas, Eça de Queirós, Machado de Assis, Charles Dickens, Manuel Antonio de Almeida, Ponson du Terrail, Julio Diniz.
 
Dentro desta conhecida estrutura literária, Janete Clair narra com simplicidade e clareza a história de Ernestina (Nenê), filha única de uma rica família da aristocracia rural do Rio de Janeiro na década de 20. Criada de forma tradicional, reprimida e preparada para ser uma esposa fiel, submissa a um marido machista e autoritário, ela descobre, através de um longo e tortuoso aprendizado, os caminhos da libertação sexual e da emancipação pessoal. Nenê Bonet tem como cenário o Rio de Janeiro da época: o ritmo febril do maxixe - a dança proibida -, as confeitarias repletas, os bordéis de luxo no melhor estilo belle époque parisiense, o início de um refinamento de vida de uma cidade provinciana que vai se tornando cosmopolita, enfim, um cenário fascinante, quase mágico, que envolve o leitor como em uma novela de tevê.



Fonte : Christianetorloni.com(desativado),  Mercado Livre , O Livreiro

*Fascículos Capítulo 2 e  Capítulo 4 :  Revista Manchete - Abril/1980 - Enviado por Ellen e Adeildo.

Nenhum comentário: