Image Map

24/05/2009

52 reflexões para Christiane Torloni : CAUSA !

TEMA 5 - CAUSA

NATÁLIA REIS


“O que me preocupa não é o grito dos maus. O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética ... É o silêncio dos bons.”

"Se você não está pronto para morrer por alguma coisa, você não está pronto para viver."

Martin Luther King





Há quem passe a vida inteira sem ter uma causa, algo pelo qual lutar. Tais pessoas transformam suas vidas numa tela branca, na qual nada escreveram, a não ser as pegadas de seus passos vazios. Mas há também aquelas que nutrem o apreço a uma causa, e por ela são capazes de tudo, custe o que custar. Estas, podem não fazer de suas vidas uma tela branca, mas podem manchá-las com gotas de sangue.


Daí, podemos nos perguntar se todas as causas são válidas. E todas as causas justas são nobres? Ou haveria causas que, apesar de justas, não possuem a nobreza necessária? Os fins justificam os meios?

Quantas causas já levaram à destruição de milhares e até milhões? Causas baseadas na idéia de poder a todo custo, em concepções de superioridade, em desprezo pelos opositores! E quantas causas justas exigiram a morte de outros tantos, para que pudessem ser alcançadas? A luta pela igualdade social, por exemplo, tem levado à tirania. Mas também a luta pela manutenção de privilégios econômicos e sociais tem custado a vida de uma parte da humanidade.


Assim, o que seria uma causa nobre? Talvez aquela que seja buscada sem o uso da violência, pois violência gera violência. Mas será possível que as causas que se baseiam na luta por justiça possam ser implementadas sem o uso da força? Como contrariar interesses tão poderosos sem uma certa dose de violência? Seriam as causas nobres uma utopia?

Acredito que a nobreza de uma causa esteja associada diretamente aos indivíduos que a portam! Pessoas inteligentes, sensíveis, solidárias e humanas são capazes de lutar por causas justas, mas com a nobreza do diálogo, da persuasão, da sensibilização dos oponentes, da luta democrática.


Você, Christiane, tem sido um exemplo neste sentido! Não arrefece, não desanima, não se intimida, dá a cara a tapa, se decepciona com os resultados, às vezes, mas vê isso como uma parte do percurso. Esta tem sido a sua qualidade como cidadã exemplar! Subir nos palanques pelas Diretas, sair em meio à multidão na luta contra a corrupção, ensinar sobre a Amazônia e organizar um movimento para preservá-la, discursar e falar sobre a falta de ideologias (como você fez na Cinelândia, na passeata contra a impunidade), num mundo em que as pessoas se satisfazem nos templos de consumo, buscam o prazer próprio e nem sequer olham para o lado, para o semelhante. Um mundo em que a maioria pensa em vencer na vida, e quando consegue, se fecha em condomínios murados, para fugir dos que não tiveram a mesma sorte e para não ver o infortúnio alheio!


As suas causas, Christiane, são nobres, porque a sua luta por elas se baseia na idéia de justiça, de solidariedade. As suas armas não são as metralhadoras, mas a inteligência, a fala, o olhar, a sabedoria, a capacidade de emocionar, a força e a coragem! Seres humanos como você estão fazendo muita falta nos dias de hoje! Continue assim, pois a sua recompensa será sempre amor, cada vez mais amor!



( Divisor de página para o tema 6 )

Um comentário:

Sandra Paulo disse...

Nat amei seu texto, é lindo e nos faz refletir, pensar nas causas que abraçamos e porque abraçomos. Amei, achei uma lição de vida. LINDO!!!!! Parabéns.