Image Map

14/05/2009

Christiane Torloni fala sobre a vigília Amazônica no Vìdeo Show

CHRISTIANE TORLONI É ENTREVISTADA AO VIVO NO VÍDEO SHOW E FALA SOBRE OS RESULTADOS POSITIVOS DA VIGÍLIA AMAZÔNICA


Christiane mal chega de Brasília e já vai direto para o Projac gravar capítulos da novela Caminho das índias.Porém, antes da gravação , a atriz fala rapidamente no Video Show sobre a importância que foi a vigília como um fórum de discussões sobre os problemas da Amazônia e fala do telefonema lindo que recebeu da senadora Marina Silva que pediu que as Um milhão e cem mil assinaturas do MANIFESTO AMAZÔNIA PARA SEMPRE sejam doadas ao museu da Floresta, no Acre .

Christiane destaca que a questão da preservação da Amazônia não é unanimidade, pelo contrário, muitas pessoas são a favor de que se queime e se destrua a floresta e esta seja aproveitada para pastos , soja. Não podemos deixar que isto aconteça !

Christiane termina a entrevista enfatizando que as pessoas que estão em casa devem acompanhar através da Tv senado, pela internet, os projetos de leis que estão sendo aprovados pelos senadores, deputados e aqueles que forem contrários a preservação da floresta, devemos protestar e avisar a essess políticos que estes não serão votados nas próximas eleições .

Não podemos assistir tudo passivamente e de braços cruzados . Vamos continuar lutando!


==== > VÍDEO : CHRISTIANE TORLONI NO VÍDEO SHOW FALA SOBRE A VIGÍLIA




EM TEMPO ...


CHRISTIANE TORLONI E VICTOR FASANO DEIXAM RECADO PARA ANA MARIA BRAGA ANTES DE COMEÇAR A VIGÍLIA


==== > VÍDEO : CHRISTIANE TORLONI NO PROGRAMA MAIS VOCÊ DE HOJE [14/05/09]



3 comentários:

Déborah Lay disse...

Christiane, tenho um projeto para SALVAR A AMAZÔNIA. Aanos venho enviando emails para senadores e deputados federais sem sucesso, gostaria de somar com o MANIFESTO. Gostaria de mandar uma cópia por email, para que endereço posso mandar? Até agora o sucesso que tivemos pela idéia foi de registrá-la, no mais não conseguimos marcar encontros com nenhum politico que queira houvir-nos (somos três a idealizar o projeto; um escritor, uma atriz e uma instrumentadora cirurgita, aqui em Goiânia). Se, se interessar pelo projeto retornar para dlay@bol.com.br ou flavioraul@globo.com

Déborah Lay disse...

BIOBRAS
COMPANHIA BIOGENÉTICA NACIONAL
O projeto consiste em criar uma companhia, nos moldes da Petrobrás, cujo objeto de trabalho e patrimônio será a biodiversidade brasileira, detendo o monopólio da pesquisa, desenvolvimento e utilização dos recursos biogenéticos nacionais.
Suas Aspirações serão: pesquisar, identificar, patentear, desenvolver e disponibilizar comercialmente todos os organismos biológicos da biosfera brasileira e deverá quebrar e definir todo o código genético da biosfera nacional, criando um imenso e abrangente banco de genes e princípios à disposição do público nacional.

Ocorrerá a paralisação da degradação e da destruição da biosfera nacional, através de sua utilização comercial racional, resolvendo-se os problemas ecológicos do Brasil.

A Biobras será uma incubadora de empresas, industrias e novos negócios que serão criados com a disponibilização dos princípios ativos, gerando conhecimento e riquezas imensas para a pátria.

A Biobras, as explorações e sobretudo as outras empresas criarão uma enorme quantidade de empregos para a população, especialmente empregos de alto nível e grande remuneração.

Ela alavancará também o estudo universitário, a experimentação, a criação, o desenvolvimento industrial e o conhecimento puro da nação e do seu meio acadêmico.
Tudo isto em um ambiente de estreita vigilância, observação, monitoramento, cooperação, auxilio e desenvolvimento com pesquisadores internacionais, mantendo sempre o predomínio dos interesses nacionais.

Vantagens:

a) Paralisação da degradação e exploração desenfreada da floresta amazônica e de outras biosferas nacionais;
b) Controle, monitoração, acompanhamento e efetiva vigilância das biosferas nacionais;
c) Melhoria efetiva da imagem do país no exterior como utilizador racional e ecológico de sua biosfera;
d) Efetivação real da exploração racional, utilização, cuidado e vigilância da floresta;
e) Domínio a médio e longo prazo da biotecnologia e da biosfera nacional;
f) Desenvolvimento do acervo nacional biogenético, especialmente para uso comercial;
g) Grande incremento do estudo e do conhecimento biológico, genético e médico nacionais;
h) Redução do custo de medicamentos nacionais;
i) Abertura de grandes quantidades de vagas de trabalho, especialmente de alto nível, para pesquisas e desenvolvimentos na área biogenética;
j) Consolidação do Brasil como maior detentor de patentes no setor biogenético mundial;
k) Aferição de lucros abundantes advindos de descobertas de princípios comercializáveis, de plausível expectativa;
l) Aumento do PIB nacional;
m) Disponibilização comercial de: princípios, fórmulas, substancias, comidas, bebidas, substancias químicas de todo tipo;
n) Funcionará como uma incubadora para criação de inúmeras empresas de biotecnologia, industrias químicas, alimentares, empresas de 1º mundo;
o) A lucratividade dos produtos exclusivamente nacionais será incrementada;


Gostaria de mandar slides e o projeto mais detalhado. Obrigada.

Déborah Lay disse...

DETALHANDO CADA UMA DAS VANTAGENS:

a) Paralisação da degradação e exploração desenfreada da floresta amazônica e de outras biosferas nacionais;

Ao propormos a criação de uma estatal biogenética nos moldes da Petrobrás, desejamos modificar a forma de utilização do bioma nacional, que atualmente é sub-utilizado e completamente devastado pelos seus titulares, os proprietários das áreas. O nosso bioma não pode continuar sendo destruído, deve ser encarado como patrimônio da nação, tal qual as águas dos rios e córregos.
Com uma empresa nos moldes sugeridos, poder-se-á obter enormes ganhos de capital e tendo os proprietários das áreas como alguns dos maiores beneficiados de sua exploração de princípios ativos, resolver-se-á o problema da conversão do modo de produção de meramente extrativo/exauridor para um pesquisador/utilizador racional.
Esta solução é obvia, pois uma vez que se passará a fazer uma grande, ordenada e profunda exploração da biosfera, de forma cuidada, ordenada e voltada para pesquisa e desenvolvimento, não mais se degradará desordenadamente à floresta, não se incendiará ou desmatará irracionalmente; será uma utilização biogenética pontual e portanto muito menos destrutiva que o desmate simples da região, pondo fogo e destruindo todos os princípios ativos vivos daquela área.
Dando-se uma solução especialmente econômica e produtiva, para o problema de substituição das fontes, da forma e da origem dos ganhos monetários da população local, proporcionando-lhes uma alternativa viável e rentável, bem mais rentável, que a atual, tem-se um forte instrumento de solução para este problema crucial, que é a geração sustentável e não destrutiva de rendas oriundas da floresta.
A Biobras, ao disponibilizar uma alternativa efetiva e real de substituição das fontes de renda atuais da população local, por outras sustentadas, incentivará a paralisação da degradação desenfreada da floresta, pois a renda virá da valorização da floresta em pé, viva.
O resultado lógico é a paralisação da degradação e exploração pura e simples do bioma, substituído pela utilização biogenética, estudo, pesquisa, disponibilização de patentes e de novas empresas advindas dessas patentes, dos princípios e de seus derivados e sucedâneos, gerando assim incontáveis novas empresas, postos de trabalho, empregos, rendas e desenvolvimento econômico e social, no próprio local, nas matas e também em todas as regiões do país.
Nós lutamos pela paralisação imediata da degradação de nossos bioma e pela sustentabilidade científica na utilização dos recursos naturais do Brasil!





b) Aumento enorme do controle, monitoração, acompanhamento e efetiva vigilância das nossas biosferas nacionais.

A BIOBRAS além de pesquisar e desenvolver os potenciais das florestas vai exercer um monitoramento e vigilância estreita de todos os biomas nacionais.
O Bioma brasileiro é uma imensidão, uma quase infinitude de localidades e regiões das mais distantes e inacessíveis, aonde só vão os interessados em lucrar alguma coisa com a natureza, mas os seus defensores não chegam. Vemos que os madeireiros, caçadores e extratores ilegais, garimpeiros e demais moradores locais locupletam-se da floresta, tentando retirar o máximo possível da mesma, sem preocupar-se com seu destino, com a destruição acarretada ou com formas sustentadas de manutenção da mesma. Neste ano de 2004 tivemos a dolorosa constatação de que foi o segundo pior ano de destruição da floresta amazônica em todos os tempos, uma imensidão foi devastada sem que nada fosse feito contra tal e sem que efetivamente fosse apresentado um projeto de substituição do modelo de exploração atualmente adotado. Estão simplesmente destruindo tudo para se aproveitar algo.
O que propomos simplesmente é não destruir nada e se aproveitar tudo que a florestas e os biomas nacionais tem para oferecer, através de pesquisas, desenvolvimento, patenteamento e industrialização do princípios de nossa biodiversidade.
Ao empreendermos todo um esforço nacional direcionado no sentido de efetivar uma verdadeira exploração racional, cuidada e biotecnologicamente produtiva de nossos biomas, resultará logicamente ter-se um controle, uma vigilância, um monitoramento e cuidados extremos com os mesmos, reduzindo assim drasticamente a sua destruição desenfreada. Não mais será permitida a utilização abusada e descontrolada dos recursos biogenéticos, assim bem como as queimadas e os desmatamentos desenfreados e criminosos.
Um outro ponto fundamental onde necessitamos ter bastante atenção, é o da apropriação indevida de patrimônio genético nacional por estrangeiros, vez que o que mais vemos hoje em dia, são ataques de estrangeiros alienígenas à nossa pátria em nossa biosfera nacional.
Como foi reportado há algum tempo na revista VEJA (o número é chocante e estarrecedor) noticiou-se que havia mais de 10.000 (dez mil) pesquisadores internacionais fazendo pesquisas bio-florestais aqui no nosso Brasil.
Não somos contra a pesquisa internacional em nosso país, achamos muito bom que eles venham fazê-la mas, atentem para isso, eles estão pesquisando a nossa biosfera, a nossa propriedade biológica e biogenética. Nós acreditamos que os pesquisadores internacionais deveriam ser firmemente incentivados e auxiliados em suas pesquisas, através de convênios universitários, programas de pesquisas governamentais e amplos esquemas de parcerias entre instituições multilaterais de pesquisa, proteção e desenvolvimento sustentado.
Entretanto somos veementes em um ponto que reputamos da mais absoluta importância e totalmente imprescindível para a manutenção de nossa soberania total e absoluta sobre o nosso bioma; todos estes pesquisadores, suas pesquisas, a origem e controle dos fundos utilizados, assim bem como os parceiros interessados devem ser firme e severamente controlados, monitorados e todas as descobertas, as pesquisas, os trabalhos devem ser acompanhados por cientistas brasileiros, que no mínimo participarão da descoberta e aprenderão com esses pesquisadores internacionais.
Opinamos que deve ser incentivada a pesquisa e os estudos internacionais das propriedades biológicas brasileiras, mas através de um esquema de monitoração e vigilância bem mais severo e mais profundamente controlado, especialmente para que a detenção dos conhecimentos descobertos e das patentes sejam nacionais. Todas as descobertas são patrimônio nacional!
De forma alguma podemos permitir que prosperem casos de rapinagem explícita, verdadeiros absurdos, completas barbaridades como o caso do cupulate, em que os japoneses patentearam o nome cupuaçu, alguns europeus, ou outros estrangeiros patentearam a rapadura, outros patentearam o quebra-pedra e outra quantidade muito grande de situações esdrúxulas, como roubo de antibióticos ou antiinflamatórios naturais, em que a biosfera nacional esta sendo praticamente saqueada, de forma brutal e grotesca, por alienígenas estrangeiros, ao arremedo e esquecimento de nossas autoridades.
A BIOBRAS irá exercer um controle, uma observação, monitoramento e vigilâncias muito interessantes, totalmente focados no seu objeto de estudo, especialmente por que tal será feito através de uma parceria de trabalho, altamente desenvolvedora e geradora de empregos, com todos os pesquisadores universitários nacionais desta área e com universidades e entidades internacionais, onde elas teriam que ser autorizadas, habilitadas, credenciadas, acompanhadas e incentivadas a participar da pesquisa nacional e onde todo o produto destas pesquisas seria nosso, formando o grande BANCO GENÉTICO NACIONAL.
Nós lutamos para que o Brasil consiga ter o real e efetivo controle total do destino de seus bens e de seus patrimônios, pela propriedade total de tudo que lhe pertence. O Brasil é nosso e nenhum estranho mete a mão!









c) Desencadeará uma melhoria efetiva da imagem do país no exterior como utilizador racional e ecológico da sua biosfera.

A nossa imagem e o conceito que se faz do Brasil e do brasileiro em relação à ecologia e ao meio ambiente é aças deplorável no mundo. Somos tidos como verdadeiros destruidores da natureza, seres inferiores que detêm um patrimônio fabuloso mas não tem capacidade e nem consciência para preservá-lo e desenvolve-lo sustentadamente.
Devemos dar um basta definitivo nas ingerências dos estrangeiros em nossa biosfera, em sua mania invasiva de palpitar nos destinos e decisões tomadas com relação ao nosso patrimônio biológico. Devemos dar uma resposta à altura destas criticas corrosivas e esta resposta é o efetivo cuidado, vigilância, desenvolvimento e preservação de nosso bioma.
A recente notícia, infelizmente verdadeira, de que tivemos no ano passado (2004) o segundo maior índice de desmatamento da historia nacional foi um absurdo, uma verdadeira ignomínia, onde o ex-ministro da Casa Civil, relegou ao esquecimento o cuidado e a defesa de nossa biosfera, atitude que beirou o descaso e tangenciou a negligencia criminosa. Não podemos mais permitir tamanha sandice e incompetência, pois patrimônio destruído é perdido. Isso piorou nossa imagem externa consideravelmente e urge tomarmos uma atitude vigorosa para restabelecer o nosso bom conceito nas esferas internacionais.
Esta tomada de atitude é o efetivo cuidado, vigilância e desenvolvimento sustentado dos biomas nacionais. Urge encararmos as criticas internacionais e rebatê-las com atitudes praticas e pragmáticas, que venham retirar definitivamente esta pecha de destruidores de que o Brasil me alvo.
Nós lutamos para que o Brasil tenha a melhor imagem, o conceito mais elevado, puro, sóbrio, honesto, democrático e fraterno do mundo!















d) Domínio a médio e longo prazo da biotecnologia e da biosfera nacional;

É imperioso que nós, o Brasil e os brasileiros, detenhamos todas as técnicas, todas as patentes, e de forma abrangente dominemos a médio e a longo prazo toda a tecnologia afeta à biotecnologia e as biosferas nacionais.
Atualmente o quadro que temos é de um quase desconhecimento em termos de domínio da biotecnologia, de seus princípios ativos, de conhecimento puro e simples; as nossas florestas são simplesmente desconhecidas, existem seres, substâncias, uma infinidade de tesouros na nossa biosfera nacional, de que não temos sequer a mais remota noção. E o pior, estamos devastando estas riquezas desbragadamente!
É absolutamente necessário à utilização e o desenvolvimento desse patrimônio, devemos descobri-lo! Mas só se pode descobrir o que ainda existe para ser descoberto, se desmatarmos tudo nada sobrará para ser pesquisado, identificado ou sequer utilizado. Devemos ir lá, enquanto ainda existe um lá. A cura do câncer cremos que esta lá, a cura da Aids também, talvez a cura do envelhecimento. Os antibióticos não vieram de um pequeno mofo? Não inventaram o remédio que cura a impotência? Porque não o envelhecimento? Só pesquisando! Ou vamos passar o trator por cima, meter fogo e acabou-se? Temos que dominar a médio e longo prazo a biologia e a biosfera nacional. Só o conhecimento vai elevar a nação brasileira e resgatar seu povo deste circulo vicioso de miséria e pobreza.
É de fundamental importância que nós, os brasileiros dominemos a nossa biosfera e toda a nossa biogenética, esse é um patrimônio imenso, indescritível nosso; é a nova fronteira tecnológica deste milênio, uma fonte incomensurável de riqueza e poder econômico que abrange todos os espectros das cadeias produtivas do mundo global. Dentro de 100 (cem) ou duzentos anos, o povo que deter as patentes e os direitos de uma biotecnologia como da Amazônia, do Cerrado, do Pantanal, os restinhos da Mata Atlântica e etc... Será, me atrevo a dizer, o povo mais rico e poderoso no mundo.
Este domínio se dará com a implantação da BIOBRAS, que desencadeará o maior movimento cientifico e econômico direcionado para o desenvolvimento sustentado e lucrativo de nossos biomas.
Nós lutamos para que o Brasil seja a maior, a melhor, a mais rica, desenvolvida e fraterna superpotência do mundo!








e) Criação do Banco Biogenético Nacional com o desenvolvimento do acervo nacional biogenético, especialmente para uso comercial;

O maior patrimônio que o Brasil tem no alvorecer do terceiro milênio, são os princípios ativos biológicos de nossos biomas, todas as infinitas formas de vida de todas as espécies que compões nossa biosfera nacional.
É de fundamental importância, é absolutamente imprescindível para a preservação de nossa soberania biológica que se inicie desde já, de forma séria, sistemática e organizada a formação do BANCO GENETICO BRASILEIRO, onde serão armazenados todas as descobertas e arquivos referentes à biotecnologia dos biomas nacionais. Deverão ser quebrados todos os códigos genéticos de todos os seres da biosfera nacional e ser patenteadas estas informações.
A BIOBRAS irá exercer um controle, uma observação, monitoramento e vigilâncias efetivos, totalmente focados no seu objeto de estudo, especialmente por que tal será feito através de uma parceria de trabalho, altamente desenvolvedora e geradora de empregos, com todos os pesquisadores universitários nacionais desta área e com universidades e entidades internacionais, onde elas teriam que ser autorizadas, habilitadas, credenciadas, acompanhadas e incentivadas a participar da pesquisa nacional e onde todo o produto destas pesquisas será nosso, formando o grande BANCO GENÉTICO BRASILEIRO.
Este banco de dados biotecnológico será um dos maiores patrimônios que nossa geração poderá legar para as posteriores, pois nele constarão as informações de toda a nossa natureza, dando condições para que nossa geração e as de nossos descendentes possam utilizar sustentadamente estes princípios.
O BANCO GENETICO BRASILEIRO será também e especialmente uma imensa usina de criação de novas empresas, de novos produtos advindos das pesquisas e descobertas biotecnológicas e conseqüentemente de empregos e renda para a população.
Deve-se levar em conta também a imensa quantidade de fundos advindos das permissões e dos royalty para empresas e governos estrangeiros utilizarem nossas descobertas.
O BANCO GENETICO BRASILEIRO é um patrimônio inquestionável da nação brasileira e será uma conquista de nossa geração que vamos legar para nossos descendentes, assim como nossos avós nos legaram a luta e a propriedade do petróleo e ele se tornou nosso com a Petrobras.
Nós lutamos pela criação do BANCO BIOGENÉTICO BRASILEIRO e pela sua utilização no desenvolvimento de nossa nação!




f) Grande incremento do estudo e do conhecimento biológico, genéticos e médicos nacionais.
Todo um esforço nacional voltado para o desenvolvimento sustentados de nossos biomas, para o estudo, a pesquisa, o desenvolvimento cientifico e comercial destes princípios biogenéticos acarretará o desenvolvimento das tecnologias, do conhecimento puro e da capacidade cientifica e econômica de nossas universidades e centros de pesquisa, alavancando de forma brutal e definitiva a aquisição e posse de conhecimento nestas áreas e em outras correlatas, assim bem como a formação de um corpo imenso de cientistas e pesquisadores, alçando a Brasil a posição de destaque no cenário mundial de pesquisa, tornando-nos detentores da mais sofisticada e profunda tecnologia no campo da biotecnologia, assim como hoje detemos a mais sofisticada e avançada na detecção e exploração de petróleo em águas profundas. Iremos tirar das profundezas de nossa ignorância e irracionalidade destruidora o produto final de nosso desenvolvimento, o conhecimento puro.
É inquestinanavel o elevado nível de desenvolvimento cientifico, econômico e social que a nação brasileira alcançará com uma empresa desta configuração e o desenvolvimento cientifico e a geração de renda e empregos de alto nível, cientificamente sofisticados será a tônica diuturna da BIOBRAS.
Nós lutamos pelo desenvolvimento cientifico, econômico e social do Brasil através do desenvolvimento sustentados de suas potencialidades!






















g) Redução dos custos dos medicamentos nacionais e exportação de princípios e produtos.

Este é um prognostico que é feito a médio e longo prazos.
Infere-se que com o desenvolvimento das áreas de pesquisa biotecnológicas, farmacêutica e químicas, enorme desenvolvimento será acarretado pelo estudo aprofundado de nossa biosfera, surgirão novos medicamentos, tratamentos diferenciados e mais específicos, assim bem como novas substancias e princípios que poderão ser utilizados para novos métodos de cura e tratamento.
Tal desenvolvimento da medicina e da industria farmacêutica nacional acarretará, vez que os princípios e laboratórios serão nacionais, o emagrecimento dos preços dos medicamentos para a população nacional e a disponibilização de novas medicamentos para comércio internacional.
Esta nova gama de produtos e remédios serão obviamente disponibilizados para exportação, e para toda a população mundial, o que gerará renda e também poderá reduzir os custos destes medicamentos a nível nacional.
Nós lutamos pela descoberta de novos medicamentos, que sejam acessíveis a toda a população e que sua industria seja a mais nacionalizada possível, para saúde física e econômica do povo brasileiro!
























h) Provocará a abertura de uma imensa quantidade de vagas de trabalho;

Um dos pilares básicos do projeto BIOBRAS é a geração de empregos diretos e indiretos através do alavancamento de todo um setor da economia, o da pesquisa, industria e comercio biotecnológicas, que atualmente encontra-se completamente negligenciado como opção viável de proteção e desenvolvimento sustentado de toda uma região.
A BIOBRAS substituirá o modo de produção vigente, de meramente explorador/extrator, por uma opção muito mais rentável e com capacidade real de gerar uma quantidade de empregos e renda muito maior.
Em seu momento inicial, a BIOBRAS, criará uma grande quantidade de empregos de alto nível tecnológico, com a criação de toda uma estrutura de laboratórios, centros de pesquisa e correlatos, que surgirão com sua estruturação.
Mas o momento crucial de desenvolvimento, geração de renda e de imensa quantidade de empregos se dará com a paulatina e inevitável utilização comercial no aproveitamento das patentes e princípios que serão descobertos no bioma nacional.
Basicamente, alem da proteção, pesquisa e desenvolvimento de seu banco genético de patentes, a BIOBRAS nada mais é que um sistema gerador de empresas e negócios é uma geratriz de novos empreendimentos, baseados em suas descobertas, que tem o seu foco final na criação e desenvolvimento de todo um setor de nossa economia, a industrialização e o comercio nacional e internacional de produtos diversos advindos de nosso bioma.
A evolução e o desenvolvimento de uma cadeia produtiva afeta ao ramo biotecnológico ensejará a criação de uma imensa quantidade de empregos e de renda advindos da utilização dos princípios e substancias descobertos e utilizados como produtos industriais e comerciais. Todo um setor da economia será praticamente criado, fazendo com que surja as respectivas vagas de trabalho correspondentes.
Nós lutamos para que a BIOBRAS enseje a criação de uma infinidade de vagas de trabalho para o povo e que sejam rentáveis e de alto nível!












i) Funcionará como uma incubadora para criação de inúmeras empresas de biotecnologia, industrias químicas, alimentares, empresas de 1º mundo;

A BIOBRAS, como já foi rapidamente dito, funcionará como uma fonte geradora de empregos por ser uma fonte geradora de negócios, um ente destinado a propiciar a criação e o desenvolvimento de outras empresas e negócios.
A BIOBRAS tem como uma de suas metas principais e um de seus pilares a pesquisa, o desenvolvimento e o patenteamento de princípios e formulas biotecnológicas advindos de nossos biomas e outros. O acumulo e a disponibilização destes princípios e formulas para uso comercial é que possibilitará a criação e o desenvolvimento de uma infinidade de empresas que utilizarão este material.
As possibilidades são quase infinitas nos mais diversos campos de trabalho e investimento, tomemos como exemplo o alimentar: já extraímos da Amazônia e de outros biomas como o Cerrado guaraná, cupuaçu, tacacá, açaí, baru, pequi, e etc; no campo da medicina: copaíba, marapuama, unha de gato e etc; mais uma infinidade de substancias que sevem como corantes, adubos, e produtos intermediários de outras cadeias produtivas.
As possibilidades são imensas, o campo de trabalho e coleta levará provavelmente séculos para ser esgotado em sua plenitude, com o domínio completo de tudo.
Atualmente o produto mais representativo do Brasil além da cachaça e das mulatas é o guaraná, uma frutinha da Amazônia.
A ONG Iluminar crê sinceramente que ainda existem incontáveis frutinhas, remédios e substancias desconhecidas em nosso bioma e que devemos descobri-las, patenteá-las e lucrar com as mesmas de maneira sustentada, alavancando o desenvolvimento de todo este setor de nossa economia, criando um circulo virtuoso, uma cadeia de pesquisa, desenvolvimento e produção impulsionadora de grande proteção, sustentabilidade e desenvolvimento nacional.
Nós lutamos para que todos os recursos de nosso bioma sejam conhecidos e utilizados sustentadamente para criação e o desenvolvimento da cadeia produtiva biotecnológica nacional, ensejadora de nosso enriquecimento!











j) Aumento do PIB nacional e da riqueza do povo;

A criação de uma empresa e o desencadeamento de todo um esforço nacional direcionado para a utilização racional, sustentada e vigorosa de nossos biomas acarretará o alavancamento da pesquisa, do desenvolvimento, da industria e do comercio nacionais e internacionais de produtos e serviços correlatos a esta atividade.
A circulação monetária, a aferição de lucros e a retenção de bens e patrimônio em poder de indivíduos e empresas nacionais será imensa, haja visto a prioridade e preferência que será dada aos empreendimento de caráter regional e puramente nacionais.
O alavancamento de uma cadeia produtiva deste porte importará em um aumento significativo do PIB nacional e dos valores envolvidos, gerando expressivo enriquecimento nacional.
Uma outra fonte de recursos assas interessante será a advinda da comercialização de patentes, permissões e royalty(s) para pessoas e empresas internacionais.
Nós lutamos para que o Brasil tenha o maior e mais rentável PIB do mundo e se transforme em uma superpotência de riqueza e bem-aventurança para todos os seu povo e que possa contribuir para o desenvolvimento da humanidade!